Quer aprender a programar em python? Veja aqui 8 dicas que irão lhe ajudar

Python é uma linguagem de programação muito utilizada por todo o mundo devido a sua simplicidade e apesar de ser interpretada, apresenta um bom desempenho, sendo utilizada amplamente tanto no meio científico quanto no profissional. Não tem como foco um nicho específico, servindo assim para absolutamente qualquer coisa. Como características podemos citar os fatos de que é uma linguagem de alto nível, funcional e orientada a objetos. 


Esquecendo o PDD e aprendendo a debugar

Já faz algum tempo em que eu via as pessoas programaram em C++ com a utilização do Visual Studio, famosa IDE da Microsoft. Nesta época eu tinha a tarefa de transcrever algumas metodologias estatística em pseudo-código para que as mesmas fossem implementadas por algum desenvolvedor em C++. Até aí nada demais, mas volta e meia o código quebrava e lá começava-se o ciclo vicioso na procura de onde estava o erro - e um detalhe importante: o código era complexo, grande parte das ferramentas tinham sido implementadas - e pensando assim, achar onde estava o erro seria um verdadeiro pesadelo.

Porém o Visual Studio contava com uma ferramenta bem conhecida já por desenvolvedores, e pouco aproveitada pelos usuários um pouco menos hardcores, que é o modo debug. Lá funcionava da seguinte forma: O desenvolvedor escolhia alguns pontos onde ele desejava explorar o valor de variáveis locais e mandava o programa executar, então com isso ele seria possível executar linha a linha em tempo real explorando cada uma daquelas variáveis que estavam sendo criada ou alteradas. E isto era simplesmente fantástico !

R é a 15ª linguagem mais utilizada, segundo RedMonk

Segundo o ranking publicado pela RedMonk, a linguagem R ocupa a 15ª posição entre as mais utilizadas. O ranking é baseado na popularidade das linguagens em dois sites: Stackoverflow e Github. O primeiro é um site de dúvidas muito popular com uma comunidade extremamente ativa (acredite, é extremamente) e o segundo é provavelmnte o repositório de códigos mais popular do momento. Segundo os analistas da própria RedMonk, a escolha por estas duas comunidades como base para o ranking é simples: O tamanho da comunidade e transparência sobre números que a envolvem.